Glee - a hora do adeus...


Comecei a assistir à sexta e última temporada de Glee sem grandes expectativas... Apenas por curiosidade de saber qual seria o encerramento e saudades de ver Puck e Quinn aparecendo (vai que eles fossem cantar algo, né?). Também por curiosidade pra conhecer os novatos e quem reapareceria. Não tinha altas expectativas por causa da minha decepção com a quinta temporada. Larguei no início e não tenho a menor vontade de voltar. Achava um tédio a Marley e o Ryder, a história de Nova York e tudo estar centralizado na entediante Rachel Berry. Já tinha assistido à quarta temporada meio aos trancos e barrancos...


Confesso que foi a melhor coisa que fiz voltar a assistir Glee em sua última temporada. Acho que, passadas as primeiras 2,3 temporadas, eles nunca tinham acertado tanto! Ótimo elenco, ótimas escolhas de música, destaque para todos - ou quase todos - personagens, solos e destaques em músicas para vários personagens e oportunidades iguais de brilhar. Nem tudo é só sobre Rachel Berry, mas ela está sim menos entediante e mais legal. Ainda esquece de dar um pouco voz aos outros e ainda tem alguns defeitos, mas está mais madura e disposta a reiniciar. O Sam, mais fofo que nunca. Responsável, mas ainda palhaço; maduro, mas ainda meio criança. De forma geral, todos os personagens antigos estão mais maduros. Cada um do seu jeito e a seu tempo.


Os personagens novos, interessantes. Tem a Jane, que, só porque é uma garota, sofreu preconceito e foi impedida de entrar para os Warblers. Tem o Roderick, gordinho, rejeitado no colégio, vive de fone, mas tem uma das vozes mais incríveis ever. O Mason e a Madison, gêmeos inseparáveis - chega até a ser estranha a relação dos dois, mas é justificada -, cheerleaders. Mason parece um pouco delicado, a princípio, mas não é mais um personagem gay. O Spencer, uma espécie de Finn/Puck quando surgiram, só que gay - com o tempo, vai ganhando espaço e se tornando um personagem interessante. Tem o Myron, um menino prodígio e super talentoso. Tem também o Alistair, amigo do Roderick, que canta muito e também é gay. E os Warblers que sempre arrasam nas apresentações. Da temporada passada, volta a Kitty - o personagem está mais legal agora.

Essa temporada realmente veio para encerrar a série com chave de ouro. Acertaram muito nas escolhas!

Eu achei que fizeram tudo certo - talvez até melhor do que esperava - e encerraram a série de forma memorável.

Pena que foram só 13 episódios...



Mesmo que o Damian e mais um ou outro personagem não tenha aparecido para o último episódio. Confesso que fiquei arrepiada e super emocionada com a última cena do último episódio de Glee...

Obs.: O quê foi ver o Max (do The Wanted) em Glee? É muito amor! Hahahah Foi a surpresa mais positiva que tive assistindo!

Todas as imagens do post, com exceção da primeira imagem, foram encontradas no Google.


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

up