"Aonde está você agora", um "viva!" às grandes amizades

Cartaz de divulgação da peça.
Logo que fiquei sabendo que “Aonde está você agora” viria para Campinas, fiquei interessada. Primeiro porque tinha Klebber Toledo e Wagner Santisteban no elenco (e, sim, eu assistia à Sandy & Jr e Malhação, quando mais nova, então eles marcaram minha infância/pré-adolescência/adolescência). Segundo porque a peça tem amizade como o tema central. Terceiro porque a peça tem envolvimento de Otávio Müller e Leo Fuchs - o Leo Fuchs é roteirista junto com a Fernanda e produtor do monólogo maravilhoso da Fernanda Souza “Meu passado não me condena” . Quarto porque eu gosto de ir ao teatro - bem mais do que ir ao cinema. Quinto porque a peça é baseada numa música - não conheço “Vento no Litoral”, do Legião, mas acho que tudo que é associado a música é bom. 

Então ao ver que eles viriam, saí tageando minhas amigas de longa data no Facebook.
Então, sexta-feira passada foi o dia. Fomos nós cinco ao teatro, curiosas para ver a peça e, claro, como não somos de ferro, também curiosas pra saber se o Klebber Toledo era tão bonito quanto na TV. Eu torcia para que a peça fosse boa, mas não sabia o que esperar.
A peça superou todas as minhas expectativas… É muito melhor que imaginava. Tem momentos fofos, tristes, engraçados e muitas memórias entre os amigos. Momentos similares a esses poderiam ter acontecido com qualquer amizade de longa data. O melhor de tudo são as interações com a plateia, o que deixa, de certa forma, a peça toda vez com quê de inédita.
É uma peça, acima de tudo, para ir com as amigas ou com os amigos. É um “viva!” às grandes amizades!…

Foto encontrada no Google. É uma das fotos de divulgação da peça.
O Klebber e o Wagner arrasam nos papéis de Gabriel e Pedro e a peça é totalmente incrível.
No fim da peça, os atores, muito simpáticos, ainda atendem aos fãs, tiram fotos e distribuem sorrisos - e o Leo Fuchs fica organizando a “bagunça”.

Minha amiga deu a sorte de ser uma das pessoas escolhidas nas interações e eu chorei de rir com ela. Principalmente porque a conheço há uns bons quase 10 anos. Estava só esperando pra ver o que ela ia fazer… Hahahah Mas deu tudo certo no final e ela vai levar um momento bem mágico pra vida dela com certeza! Hahahahha

Na fila da foto, estávamos todas nós (eu, minhas bests desde o colegial e minhas bests desde a faculdade) na fila, felizes com a peça, doidas pra voltar de novo, impressionadas o quanto na nossa frente foi a interação com o público (estávamos na primeira fileira e eles descem do palco #ficaadica) e discutindo sobre “n” coisas. E aí chegou a hora da foto com os atores. Eu, tímida que sou (posso até contar outras estórias disso depois, em outro post), não consegui falar nada além de “oi” e de responder às perguntas e frases do Klebber e do Wagner. Me impressionei com o quanto os dois são super simpáticos com todos - e o quanto o Klebber Toledo é lindo ao vivo ;) hahahahhaha Sorry, não podia deixar de mencionar isso! 

Queria ir de novo, confesso, mas não sei se vai dar certo… A peça só fica mais esse fim de semana em Campinas.

Então, fica a dica: se tiver a oportunidade de ir assistir à essa peça, vá! Você não vai se arrepender. E fique até o final, entre na fila com seus amigos, tire fotos com os atores… Vai ser um momento inesquecível!

Se alguém quiser ver a foto que tirei com eles, é só ver no meu instagram! =)

Obs.: Acabei de descobrir que a peça já teve interpretações de Bruno Gagliasso e Tiago Martins, Thiago Gagliasso e Rafael Zulu.... Pelo que entendi, os diretores eram diferentes e, provavelmente, versões diferentes, mas ainda assim, a mesma estória.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

up