#ilustraday Maio - Minha música preferida


Mais uma ilustração feita para o projeto #ilustraday...

Minha música preferida - #ilustraday #9

No mês passado, por falta de tempo e criatividade, não participei do #ilustraday, mas esse mês, estou de volta! 
Quando li no grupo que o tema desse mês seria minha música preferida, logo me empolguei. Depois fiquei na dúvida: qual música escolher se amo tantas que amo? 
Então decidi escolher a música que tem uma das letras mais lindas já escritas sobre coração partido. É uma daquelas músicas que sempre me emociona quando ouço e que sempre cito no blog. Escolhi retratar "Breakeven", do The Script.
Tentei fazer um desenho simples, mas que, de forma geral, retratasse um resumo da música. 
Fiquei feliz com o resultado, acho que consegui pegar a essência da música e transformar num desenho.
Her best days will be some of my worst
She finally met a man that's gonna put her first
While I'm wide awake she's no trouble sleeping
'Cause when a heart breaks no it don't break even, even, no
What am I supposed to do when the best part of me was always you?
What am I supposed to say when I'm all choked up and you're okay?
I'm falling to pieces
I'm falling to pieces” {Breakeven - The Script}
Você pode conferir mais da letra dessa música aqui.

E, abaixo, segue o desenho que fiz:


"Aonde está você agora", um "viva!" às grandes amizades

Cartaz de divulgação da peça.
Logo que fiquei sabendo que “Aonde está você agora” viria para Campinas, fiquei interessada. Primeiro porque tinha Klebber Toledo e Wagner Santisteban no elenco (e, sim, eu assistia à Sandy & Jr e Malhação, quando mais nova, então eles marcaram minha infância/pré-adolescência/adolescência). Segundo porque a peça tem amizade como o tema central. Terceiro porque a peça tem envolvimento de Otávio Müller e Leo Fuchs - o Leo Fuchs é roteirista junto com a Fernanda e produtor do monólogo maravilhoso da Fernanda Souza “Meu passado não me condena” . Quarto porque eu gosto de ir ao teatro - bem mais do que ir ao cinema. Quinto porque a peça é baseada numa música - não conheço “Vento no Litoral”, do Legião, mas acho que tudo que é associado a música é bom. 

Então ao ver que eles viriam, saí tageando minhas amigas de longa data no Facebook.
Então, sexta-feira passada foi o dia. Fomos nós cinco ao teatro, curiosas para ver a peça e, claro, como não somos de ferro, também curiosas pra saber se o Klebber Toledo era tão bonito quanto na TV. Eu torcia para que a peça fosse boa, mas não sabia o que esperar.
A peça superou todas as minhas expectativas… É muito melhor que imaginava. Tem momentos fofos, tristes, engraçados e muitas memórias entre os amigos. Momentos similares a esses poderiam ter acontecido com qualquer amizade de longa data. O melhor de tudo são as interações com a plateia, o que deixa, de certa forma, a peça toda vez com quê de inédita.
É uma peça, acima de tudo, para ir com as amigas ou com os amigos. É um “viva!” às grandes amizades!…

Foto encontrada no Google. É uma das fotos de divulgação da peça.
O Klebber e o Wagner arrasam nos papéis de Gabriel e Pedro e a peça é totalmente incrível.
No fim da peça, os atores, muito simpáticos, ainda atendem aos fãs, tiram fotos e distribuem sorrisos - e o Leo Fuchs fica organizando a “bagunça”.

Minha amiga deu a sorte de ser uma das pessoas escolhidas nas interações e eu chorei de rir com ela. Principalmente porque a conheço há uns bons quase 10 anos. Estava só esperando pra ver o que ela ia fazer… Hahahah Mas deu tudo certo no final e ela vai levar um momento bem mágico pra vida dela com certeza! Hahahahha

Na fila da foto, estávamos todas nós (eu, minhas bests desde o colegial e minhas bests desde a faculdade) na fila, felizes com a peça, doidas pra voltar de novo, impressionadas o quanto na nossa frente foi a interação com o público (estávamos na primeira fileira e eles descem do palco #ficaadica) e discutindo sobre “n” coisas. E aí chegou a hora da foto com os atores. Eu, tímida que sou (posso até contar outras estórias disso depois, em outro post), não consegui falar nada além de “oi” e de responder às perguntas e frases do Klebber e do Wagner. Me impressionei com o quanto os dois são super simpáticos com todos - e o quanto o Klebber Toledo é lindo ao vivo ;) hahahahhaha Sorry, não podia deixar de mencionar isso! 

Queria ir de novo, confesso, mas não sei se vai dar certo… A peça só fica mais esse fim de semana em Campinas.

Então, fica a dica: se tiver a oportunidade de ir assistir à essa peça, vá! Você não vai se arrepender. E fique até o final, entre na fila com seus amigos, tire fotos com os atores… Vai ser um momento inesquecível!

Se alguém quiser ver a foto que tirei com eles, é só ver no meu instagram! =)

Obs.: Acabei de descobrir que a peça já teve interpretações de Bruno Gagliasso e Tiago Martins, Thiago Gagliasso e Rafael Zulu.... Pelo que entendi, os diretores eram diferentes e, provavelmente, versões diferentes, mas ainda assim, a mesma estória.

Minhas primeiras impressões da Forever21 do Parque Dom Pedro Shopping, em Campinas

A Forever21 do Parque Dom Pedro Shopping, tão aguardada por todos da região, finalmente abriu as portas ontem. Ok, pelo que disseram, era só ontem que ficaria aberta, talvez uma espécie de teste para a inauguração oficial que acontece no sábado.

Pelo que disseram pra minha mãe, quando ela perguntou, a inauguração oficial é sábado, mas ele decidiram abrir de surpresa ontem para o público. Depois disso, fechariam a loja, teriam um evento só para convidados entre hoje e amanhã e, no sábado, a tão aguardada inauguração da loja!

Minha mãe, que estava no shopping, viu a barulheira e a festa que os vendedores faziam antes de abrir a loja e foi conferir o que acontecia. Pelo que ela me contou, abriram as portas por volta das duas da tarde e a galera entrou. Tinha bastante gente, mas, com certeza, eram poucas comparadas com o número de pessoas que aparecerão por lá no sábado…

Como, por base na época de lançamento das Forever21 de São Paulo, não sabia por quanto tempo a loja teria roupas bonitas (como minha mãe tinha me dito que tinha aqui) nem por quanto tempo teríamos filas grandes para entrar na loja, então decidi sair do serviço e ir pro shopping direto.

Minhas impressões: a loja é linda, bem grande, funcionários super prestativos e as roupas estão bem bonitas, estilosas e com preços bons. Tem parte masculina, infanto-juvenil, feminina (tamanhos menores e tamanhos plus-size [GG e 46 geralmente estarão por lá]). O único ponto negativo que vi, comparando com outras lojas, é que o número máximo de peças para entrar no provador são 6 e, mesmo que a sacola fique do lado de fora da sua porta no provador, você tem que sair e entrar na fila de novo para provar as outras peças que você pegou.

Ah, sim! As cabines do provador também não trancam e homens e mulheres enfrentam a mesma fila para ir para o mesmo provador - homens podem achar ruim essa coisa de ser uma mesma fila.
Depois da péssima experiência que tive ano passado com uma Forever21 na única visita que fiz a uma das lojas em São Paulo - e coisa de, pelo menos, 3 meses depois da inauguração da mesma -, que enfrentei fila e vi roupas feias e caras, decidi ir sem grandes expectativas. Pelo menos ontem, essa loja me surpreendeu positivamente.

Acabei comprando uma calça preta, uma camisa sem manga, duas blusinhas que poderia facilmente usá-las pra sair ou ir à academia mas que eu vou usar como pijama (R$19,90 cada), uma saia justinha preta (R$25,90) e um bustiê com bojo (R$19,90). E, mesmo que a calça estivesse com um valor parecido com alguns praticados pela C&A, Renner e Riachuelo (R$69,90), a calça é skinny, cintura alta e tem stretch, além de vestir super bem. Dificilmente encontraria calça nesse estilo nas rivais - tampouco por esse preço… 

A camisa também saiu um pouco mais barata que se fosse vendida nas concorrentes. O modelo é bem bonito, pra quando quero me vestir mais arrumada, seja pra trabalhar ou pra sair, e o tecido é super gostoso. Saiu por R$59,90, mas nas outras lojas acho que não encontraria por menos de R$69,90.
Claro, as bolsas eram na faixa dos R$89,90-R$139,90, pelo que pude perceber, e tinham peças por mais de R$100, mas não achei os valores tão absurdos.

Pra quem é mais magra que eu, na loja tinha muitos macacões elegantes e vestidos de sair/festa/balada/eventos por até uns R$110,00. E a maior parte deles eram bonitos!

Eu gostei bastante e espero que continuem por muito tempo com peças bonitas e de qualidade…. E que o site deles comece a entregar no Brasil também, porque esse era um dos meus sonhos de adolescência!

Seguem algumas fotos que tirei (mais das roupas que comprei e das calças masculinas que ia mostrar pro meu irmão):



"Thinking Out Loud" e suas versões...

Decidi fazer uma "coluna" aqui no blog, sem freqüência certa ainda, chamada ""[nome da música]" e suas versões..." para que eu possa colocar algumas versões interessantes - sejam elas regravação ou reapresentação - de uma mesma música. A coluna tem vídeos e um breve histórico sobre a música.
Imagem encontrada no WeHeartIt

"So honey now
Take me into your lovin' arms
Kiss me under the light of a thousand stars
Place your head on my beating heart
I'm thinking out loud
Maybe we found love right where we are"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

up