#VaiNessa : Cro


Não, não estamos falando daquele mordomo de "Fina Estampa".
Cro é o nome artístico de um rapper (e cantor, designer e produtor) alemão. Ele denomina seu estilo como "Raop", uma mistura de Rap e Pop.


A primeira vez que ouvi o Cro foi completamente por acaso...
Estava ouvindo músicas no Spotify - ainda antes da Copa do Mundo desse ano - e decidi procurar por alguma playlist que tivesse as músicas que estavam sendo mais executadas na Alemanha naquele momento. Como estou cursando alemão, precisava conhecer outros artistas que cantassem em alemão além de Auletta (já que não se acha nenhuma informação nova sobre essa banda). Eis que "Traum" começa a ser executada. Imediatamente, gostei da voz do cara e do estilo da música. Procurei a tradução e vi que a letra era bacana. Então, decidi procurar mais músicas dele no Spotify. Cada vez que ouvia novas músicas, gostava mais do Cro. Hoje, ouço Cro quase todo dia, principalmente quando estou na academia. Gosto muito dele.


Depois que já estava ouvindo muito Cro, descobri que ele nunca tirava a máscara de panda em suas apresentações. Sim, ele usa uma máscara de panda. Muitas pessoas que eu conheço ficaram com preconceito e nem deram uma oportunidade pra ouvir um pouco as músicas dele e ver se gostavam dele só porque acharam bizarro o fato de que ele usa máscara. O mais curioso é que talvez as mesmas pessoas que ficaram com preconceito ao saber que o Cro usa máscara curtem DeadMau5 e/ou Daft Punk. Será que as pessoas esqueceram que outros artistas também usam de máscaras como acessórios?


Ele tem dois CDs lançados: "Raop", de 2012, e "Melodie", de 2014. Eu, particularmente, gosto mais do "Melodie", mas ouço todas as músicas - geralmente, até em ordem aleatória.


Mesmo que ele tenha um nome artístico e utilize uma máscara, seu nome real é conhecido (pelo menos, em todos os lugares da internet que procurei, dizia o mesmo nome), bem como sua data de nascimento. Cro tem o nome Carlo Waibel e nasceu no dia 31 de janeiro de 1990.

Se procurarmos pelo nome dele no Google, encontramos algumas imagens. Não tenho absoluta certeza de que são dele, mas realmente tem os traços dele. Essas são as imagens que aparece, geralmente, quando buscamos o nome dele: [x] , [x] e [x]. Decidi não colocar as imagens no post, caso você queira manter a "magia" e não conhecer o rosto que, provavelmente, está por trás da máscara de panda.

O Terra escreveu sobre ele em junho/2014, fazendo crítica sobre o, até então, novo álbum dele, o "Melodie". Eles inclusive chegaram a dizer que esse álbum é cheio de boas ideias  - em termos musicais e de letras, já que, segundo eles, as letras do Cro são inteligentes, ousadas e cheias de jogos de palavras.

Infelizmente, meu conhecimento da língua alemã é bem limitado (estou na segunda parte do nível A1), então conto muito com o grande amigo Google pra traduzir algumas letras pra mim. Nem sempre consigo perceber os jogos de palavras por causa disso, mas sempre consigo reconhecer algumas palavras nas músicas dele.

O Terra ainda mencionou que a música "Hey Girl" é "uma canção de amor cheia de comparações criativas", "Never Cro Up" é uma canção que "fala sobre não querer crescer usando rimas bobas e infantis" e "Intro - I Can Feel It" "fala de ganhar respeito entre aqueles que não veem Cro como um verdadeiro artista de hip hop".

Nessa mesma reportagem do Terra, três declarações dele me chamaram a atenção e eu acho que valem a pena serem destacadas (Transcrevi os trechos a seguir do Terra):
"Sempre me perguntam por que sou tão bem sucedido", diz o músico. "Não fiquei tentando fazer alguma coisa, simplesmente fiz. Assim como um padeiro não fica refletindo sobre preparar o pão, apenas o prepara. O que acontece depois depende do público".
"Eu não quero moralizar e dizer às pessoas o que elas devem fazer", considera. "Tenho minhas próprias opiniões e me comprometo com elas, mas não vou ficar aborrecendo as pessoas com isso. Não me sinto responsável por educar meu público. Esse é o trabalho de seus pais. Me vejo mais como um companheiro."
(Sobre a máscara)"É um pouco como usar uma fantasia de uma mascote gigantesca. Posso fazer o que quiser quando estou mascarado. Posso até ficar pelado, que não faz diferença, já que ninguém me reconhece. É como um escudo de proteção. Sem a máscara, eu não poderia ficar tão tranquilo como fico no palco. Nem todo mundo é simpático comigo quando estou sem a máscara, mas assim que percebem quem sou, ficam empolgados."
Alguns vídeos do Cro:






Como eu imagino que seja difícil que ele venha pro Brasil - principalmente pelo fato de que ele canta em outra língua que não o português, o inglês ou o espanhol -, torço muito pra ter a oportunidade de poder ir em algum show dele algum dia.

E torço pra que mais brasileiros gostem dele pra algum dia ser viável a vinda dele pra shows por aqui!

4 comentários:

Unknown disse...

O que quer dizer essa cruz de cabeça para baixo na máscara dele?

Gabii N M disse...

Oi.... :)
Eu, na minha cabeça ingênua, antes de começar a ouví-lo, achava que poderia ser um símbolo do mal, contra Jesus. Mas fui pesquisar na Internet e me informar e descobri que, erroneamente, é associada ao mal, mas, na verdade, é um símbolo de humildade. Em várias pesquisas, achei coisas relacionadas a isso: "Comumente acredita-se ser um símbolo satânico, na verdade é o oposto; Segundo a lenda, São Pedro pediu que ele fosse crucificado de uma maneira diferente do que Jesus Cristo, porque ele sentiu que não merecia morrer da mesma forma que o seu Senhor, por isso, os romanos levantaram a cruz com ele de cabeça para baixo."
Não sei porque o Cro usa essa cruz invertida, mas não enxergo nada de negativo nisso - eu só não usaria.

Marcus Vinícius disse...

CRO é massa!
Descobri a banda por me interessar por música alemã, mas me surpreendi com Carlo.
Bye bye, Erinnerung, hi kids, ein teil, wir waren hier, jeder tag, easy.. músicas simplesmente fantásticas e que soam bem aos ouvidos de quem não fala alemão (principalmente o último álbum, de 2015, o Mtv Unplugged).
Desde que descobri CRO, me interessei mais pela língua alemã. Tenho tentado aprender algo, e inclusive já me arrisco a acompanhar algumas letras, as mais devagar.
Enfim, bom saber que tem mais gente no BR que curte o som dos caras também. Até agora só tinha conseguido fazer uma amiga minha gostar deles, rs.

Duda disse...

Aiiii eu AMO o CRO! Comecei a ouvir quando fui morar na Alemanha, e dá uma pontinha de frustração por nunca ter conseguido ir a um show dele. Mas acho super alto astral, dançante e ótimo pra treinar o alemão!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

up