Seleção Brasileira x Die Nationalmannschaft [Futebol Masculino]


Em outubro de 2011, eu fiz um post aqui falando sobre a minha visão da Seleção Brasileira de Futebol Masculino.
Algumas coisas mudaram na minha visão, outras nem tanto.
Lucas e Damião foram decepções na Seleção, Fred me convenceu que tem que estar lá.
Mas, uma coisa ainda é fato, eu não sinto a mesma identificação pela Seleção Brasileira que tinha até 2006. Mesmo que tenhamos jogadores ótimos na Seleção; que a estrela do Neymar brilhe com a amarelinha; que tenhamos jogadores incríveis como o Dante, Paulinho e Luiz Gustavo; que tenhamos jogadores fofos e que aguentam o peso da camisa que vestem como o David Luiz e o Bernard; que tenhamos crias do "Terrão", como o William e o Jô...



Eu, não sei explicar o porquê, torço pelo Brasil, mas tenho outras Seleções como favoritas pra essa Copa. Sim, o Brasil está entre elas. Mas não está entre as mais favoritas. Infelizmente, não me identifico mais com a Seleção do Brasil.
E não me acho nem 1% menos brasileira ou menos patriota por estar dizendo isso. Simplesmente estou sendo 100% honesta e assumindo a verdade: eles não me empolgam mais.
Em contrapartida, eu gosto da Seleção Alemã. Me identifico com essa Seleção. Não, não tenho ascendência alemã. Infelizmente, nunca visitei o país. Mas tenho curiosidade de conhecer o país e tenho aprendido alemão. Em partes, porque amo a Seleção Alemã e a Bundesliga. Em partes, porque a língua deles me intriga - sempre achei o alemão uma língua forte e bonita.


Minha memória não me permite lembrar de muita coisa da Copa de 1998, mas lembro-me que comecei a gostar de assistir os jogos da Alemanha em 2002 - muito por causa do grande goleiro Kahn e do grande Ballack. Em 2006, eu e meu irmão quisemos colecionar o álbum - muito do meu interesse é porque a Copa seria na Alemanha. E, em mais uma Copa, torcíamos para o Brasil e pela Alemanha.
Em 2010, torcia pelo Hexa do Brasil um pouco mais do que torcia pelo Tetra da Alemanha. Mas a Alemanha já era minha favorita. Tinha um elenco que, em sua maioria, era bem  jovem e muito bom de bola. Tinha o Neuer, goleiro novinho, que jogava muito. Tinha o Müller, eleito revelação da Copa de 2010. Tinha grandes jogadores, que me conquistavam mais e mais a cada jogo, enquanto a Seleção Brasileira, infelizmente, me decepcionava.
Pouco antes da Copa, comecei a assistir a alguns jogos da Bundesliga para conhecer alguns jogadores da Seleção Alemã de 2010. E desde então me tornei apaixonada pelo Campeonato Alemão.
Após a Copa do Mundo de 2010, tentei fazer reviver aquele amor que tinha pela Seleção Brasileira, mas, infelizmente ou felizmente, ele não voltou. Continuo gostando da Seleção Brasileira, mas amo mais a Seleção Alemã.
Podem me julgar, podem falar mal; eu não me importo. Não dá pra escolher quem amar. Eu amo a Seleção Alemã e me identifico com o time, isso é fato!

Já elegi minhas favoritas para a Copa de 2014: Alemanha, Brasil, Bélgica, Suíça e Bósnia, mas sempre estarei torcendo para os jogadores que eu gosto das outras Seleções também!

Que a melhor Seleção vença!...


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

up