#DiaDeFilme "Lola" (LOL)

Antes de falar qualquer coisa sobre "Lola", devo deixar claro que nunca fui muito fã da Miley Cyrus. Gostava sim de algumas de suas músicas, já assisti Hannah Montana e gosto das músicas do seu pai, Billy Ray Cyrus. Não gosto das atitudes nem do jeito que a Miley se porta.

Deixando isso claro, vamos falar das minhas impressões do filme.

Assisti "Lola" (LOL) no início de janeiro/2013.

Mesmo não gostando da Miley Cyrus, não consigo pensar ninguém melhor que ela para fazer a Lola e ser filha da Demi Moore - a Miley ficou perfeita no papel e a química e dinâmica com a Demi quase me fez acreditar que ela era filha da Demi Moore e não da Trish, que é sua mãe de verdade. Além disso, fez a Lola de forma super convincente - talvez por ser tida como garota problema/ incompreendida ou talvez por ser de fato boa atriz.

O filme, em si, tem uma estrutura como "Step Up" - ao menos parece não ter custado tanto para ter sido feito (de grandes estrelas, apenas Demi Moore e Miley Cyrus; teve cenas gravadas em Paris - ou em algum lugar que simulava Paris [não fui atrás dessa informação] - e alguns poucos atores conhecidos).

Além da Demi e da Miley, conhecia apenas os atores Adam Sevani e Jean-Luc Bilodeau e a atriz Ashley Greene. Adam participou de "Step Up 2 The Streets" ("Ela Dança, Eu Danço 2"), mas teve destaque no "Step Up 3D" ("Ela Dança, Eu Danço 3"); fazia parte do grupo de street dance ACDC e é irmão mais novo de V Sevani, que foi integrante do grupo NLT (mesmo grupo que Kevin McHale, o Artie de Glee, fazia parte). Já o Jean-Luc foi um dos personagens principais do filme da Disney "16 Desejos". Ashley Greene é a mesma que fez a série de filmes "Crepúsculo", como Alice Cullen, e já foi namorada do Joe Jonas.

Quanto à história, "Lola" foi bem escrito e desenvolvido. Não sei dizer se a história segue a mesma do original, o filme francês de 2008 "Lol (Laughing Out Loud)", nem quais são as diferenças entre eles, mas a história do filme "Lola" (2012) é bem convincente e Miley e Douglas Booth ficaram muito fofos juntos, bem como a Demi e o Jay Hernandez. As conclusões e acontecimentos realmente faziam sentido.

Ok, pode-se considerar o filme "fraquinho", "água com açúcar", mas é um filme ótimo para assistir! Bem escrito, bem dirigido e bem interpretado, com pitadas de humor e drama, com romances e desilusões.... Além disso, tem uma excelente trilha sonora! E, como ninguém é de ferro, tem caras bonitos também... :)




0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

up