#DiaDeFilme "Lola" (LOL)

2/13/2013 06:50:00 PM

Antes de falar qualquer coisa sobre "Lola", devo deixar claro que nunca fui muito fã da Miley Cyrus. Gostava sim de algumas de suas músicas, já assisti Hannah Montana e gosto das músicas do seu pai, Billy Ray Cyrus. Não gosto das atitudes nem do jeito que a Miley se porta.

Deixando isso claro, vamos falar das minhas impressões do filme.

Assisti "Lola" (LOL) no início de janeiro/2013.

Mesmo não gostando da Miley Cyrus, não consigo pensar ninguém melhor que ela para fazer a Lola e ser filha da Demi Moore - a Miley ficou perfeita no papel e a química e dinâmica com a Demi quase me fez acreditar que ela era filha da Demi Moore e não da Trish, que é sua mãe de verdade. Além disso, fez a Lola de forma super convincente - talvez por ser tida como garota problema/ incompreendida ou talvez por ser de fato boa atriz.

O filme, em si, tem uma estrutura como "Step Up" - ao menos parece não ter custado tanto para ter sido feito (de grandes estrelas, apenas Demi Moore e Miley Cyrus; teve cenas gravadas em Paris - ou em algum lugar que simulava Paris [não fui atrás dessa informação] - e alguns poucos atores conhecidos).

Além da Demi e da Miley, conhecia apenas os atores Adam Sevani e Jean-Luc Bilodeau e a atriz Ashley Greene. Adam participou de "Step Up 2 The Streets" ("Ela Dança, Eu Danço 2"), mas teve destaque no "Step Up 3D" ("Ela Dança, Eu Danço 3"); fazia parte do grupo de street dance ACDC e é irmão mais novo de V Sevani, que foi integrante do grupo NLT (mesmo grupo que Kevin McHale, o Artie de Glee, fazia parte). Já o Jean-Luc foi um dos personagens principais do filme da Disney "16 Desejos". Ashley Greene é a mesma que fez a série de filmes "Crepúsculo", como Alice Cullen, e já foi namorada do Joe Jonas.

Quanto à história, "Lola" foi bem escrito e desenvolvido. Não sei dizer se a história segue a mesma do original, o filme francês de 2008 "Lol (Laughing Out Loud)", nem quais são as diferenças entre eles, mas a história do filme "Lola" (2012) é bem convincente e Miley e Douglas Booth ficaram muito fofos juntos, bem como a Demi e o Jay Hernandez. As conclusões e acontecimentos realmente faziam sentido.

Ok, pode-se considerar o filme "fraquinho", "água com açúcar", mas é um filme ótimo para assistir! Bem escrito, bem dirigido e bem interpretado, com pitadas de humor e drama, com romances e desilusões.... Além disso, tem uma excelente trilha sonora! E, como ninguém é de ferro, tem caras bonitos também... :)




You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Gostou do blog? Então segue por e-mail :)