"O Jogo da Minha Vida" - O livro do Paulo André



Bem, sou grande torcedora do Corinthians e grande fã do meu conterrâneo Paulo André - mais que isso, sou fã do bom e velho futebol. Portanto, decidi que leria "O Jogo da Minha Vida" assim que tivesse a oportunidade de comprá-lo. Quando surgiu a oportunidade, comprei o livro e, antes do dia 08/01, já havia terminado a leitura.

Para quem não conhece, o Paulo André é zagueiro do Corinthians. Desde a saída do Leandro Castán, para o Roma-ITA, ele é o titular da zaga do Corinthians e tem se mostrado melhor a cada jogo. Fora de campo, é escritor, artista (faz quadros bem interessantes), engajado em causas sociais (tem o Instituto Paulo André e ajuda várias outras instituições), tenista e modelo nas horas vagas, etc... Além disso, dizem que ele vai montar uma empresa para consultoria financeira com o William,, o eterno "Capita", que jogou na zaga do Corinthians na "Era Ronaldo", antes de se aposentar.


O Paulo André tem uma forma de escrever bem gostosa de acompanhar e consegue te guiar pelo mundo do futebol de forma bem profunda.
Para quem acompanha o blog do Paulo André, um dos assuntos que ele mais aborda é a luta pelos direitos dos jogadores de futebol - que nem sempre ganham altos salários ou têm uma vida tão boa quanto dos atletas que estamos acostumados a ouvir (Kaká, Cristiano Ronaldo, Casillas, Rooney,...).
Ano passado, havia acompanhado a história do time Ji-Paraná-RO, que participa da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no Globo Esporte, que falava de como era difícil a vida desses garotos. Mas eu nunca havia pensado que essa luta e dificuldade ocorria também nos times grandes.
Paulo André abriu meus olhos para uma outra realidade do futebol, além de felicidade e satisfação: luta, ensino escolar fraco, crescimento longe da família, ilusões, agentes mal-intencionados, promessas falsas, falta de perspectiva de futuro se o futebol não der certo,...
Como filha de professora e psicopedagoga, fiquei impressionada com o relato do Paulo André de uma das escolas em que foi matriculado, que era pública. Sei que temos um problema grande com educação no Brasil, mas até quando queremos dar futuro para o nosso país se não investimos mais e melhor em educação?
Além disso, ele conta sobre várias pessoas que não deram certo no futebol - cada uma por um motivo - e o que muitos têm feito hoje. Conta sobre os bastidores dos times nos quais ele jogou, como Guarani, base do São Paulo, Le Mans, Atlético Paranaense, entre outros... Também conta da sua ligação com o Corinthians, alguns bastidores do Brasileirão 2011 e outras coisas, como o porquê do Willian (ex-Corinthians, atualmente no Metalyst, Ucrânia) ser chamado de "Toshiba", quem gosta mais de zoar, quem era o mais zoado, ...
É uma leitura fácil e rápida, bem escrito e que te faz sentir tudo o que é contado no livro. Excelente!
Confesso que, a cada página lida, me tornei mais fã do Paulo André.
Recomendo a todos a leitura desse livro - seja você fã de futebol ou não -, por ser uma realidade diferente da qual vivemos (mesmo que cada um de nós tenha sua própria batalha na vida). Se você viver essa realidade ou pensar em investir na carreira do futebol para seu filho, esse livro se torna leitura obrigatória.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

up