Júlio Cesar x Deola



Crédito da Imagem: esporte.ig.com.br
Assisti ao jogo Corinthians x Ponte Preta e ao jogo Guarani x Palmeiras na tv. Não só porque Corinthians e Palmeiras são os dois times brasileiros que eu mais gosto, mas também porque seria o jogo dos dois times de Campinas - como boa campineira que sou, prestigio os times da minha cidade.
Acabou que vi meu time do coração perdendo, para um dos times de Campinas, e vi o Palmeiras perdendo para outro time de Campinas.
Se achei que foram merecidas as vitórias da Ponte Preta e do Guarani? Pelo jogo de hoje, foram. Pelo Campeonato Paulista 2012, não. Eu explico: Corinthians e Palmeiras fizeram campanhas excelentes ao longo desse Paulistão. Foram os times que ficaram mais tempo sem perder e, por um bom tempo, foram os que tiveram a defesa menos vazada (Corinthians) e o melhor ataque (Palmeiras) do Campeonato. Mereciam chegar na final. Mas os times de Campinas fizeram um ótimo final de Campeonato e chegaram com confiança nessa fase...
No primeiro tempo, confesso que vi um Corinthians perdido, com falhas na defesa e meio de campo perdido. Não me lembro de ter visto um Corinthians tão desencontrado. Durante o segundo tempo, o Corinthians arrancou e fez um jogaço contra a Ponte Preta - como o que esperamos de um Corinthians x Palmeiras -, digno de clássico. Até mesmo os ânimos dos dois lados estavam exaltados. Correria, todos queriam ganhar. Ponte Preta se deu melhor.
Já o Palmeiras começou o jogo jogando no mesmo nível do Guarani. Tudo indicava que o jogo seria resolvido nos pênaltis. Mas, de repente, no início do segundo tempo, o Guarani arrancou e fez dois gols. Logo em seguida, o Palmeiras fez seu primeiro gol. Um dos gols do Guarani ainda foi um gol olímpico, feito por Fumagalli. Todos esses três gols ocorreram apenas nos 9 minutos iniciais do segundo tempo. Palmeiras ainda teve sorte de não ter tido um jogador expulso, por ter chutado, na maldade, o Fabinho, do Guarani... E por aí vai. Palmeiras perdeu com o mesmo placar que o Corinthians perdeu: 3x2 !
Mas o problema maior é que o Deola e o Júlio César saíram como os grandes vilões de hoje. Não concordo. Podem ter falhado sim, mas a defesa também falhou em todos os momentos. O erro não foi apenas deles.
Além disso, não é um jogo ruim que vai dizer se eles são bons ou não. Os caras não precisam provar nada para ninguém.. São jovens, amam os times para os quais eles jogam e sabem qual é o peso da camisa que vestem. São focados, determinados e excelentes. São guerreiros e lutam até o fim. Não desistem por uma bobeira. E não são, como estão falando no twitter, pipoqueiros ou mão de alface. Os caras não merecem ouvir tantas besteiras!!!
Os dois, junto com o Rafael (Santos) são os três melhores goleiros do Brasil na atualidade e vêm da Escola Marcos/Rogério Ceni.
Eles não merecem ouvir tantas besteiras... Li que o Julio saiu do Pacaembu chorando. Não é justo xingarem ele apenas por não ter estado no seu melhor momento. Mas o time todo não estava também no seu melhor momento.
Que o Deola e o Julio levantem a cabeça, bola pra frente, e provem o motivo de serem considerados os melhores goleiros do Brasil para toda essa turma que fica falando mal deles!
#goDeola #goJulioCesar

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

up