♥ Livros, livros, livros... + Sempre Ao seu Lado

Sempre fui viciada em leitura, mas agora tenho estado mais viciada em livros do que sempre fui.

Vou trabalhar de ônibus, então eles são a minha distração no período (de aproximadamente meia hora) que fico no ônibus - junto com a música, é claro.

Esse ano, não tive tempo de ler tantos livros, mas li bons livros... Crepúsculo, Lua Nova, Eclipse, Amanhecer, Princesa para sempre, As leis de Allie Finkle Para Meninas : Dia da Mudança, Pegando Fogo, Ponto de Impacto, Os delírios de consumo de Becky Bloom, Sorte ou Azar, Garota Perfeita, Sempre Ao seu Lado e A cabeça de Steve Jobs são alguns dos livro que li esse ano.

Agora, fazendo uma listinha do que eu quero ganhar no natal, mais livros foram incluídos: Derby Girl, Escola de Espiãs, Ela só pensa em dinheiro, Nick e Norah: Uma noite de amor e música, Um beijo para valer,... E ainda estou pensando em ler Tem alguém aí?, Um otimista incorrigível, Preciso te contar uma coisa, Desculpa se te chamo de amor, O símbolo perdido, A hospedeira, O estilo Bill Gates de gerir, Formaturas Infernais, Diários de Vampiro, entre outros....


No Shelfari fiz até um pequeno review do livro "Sempre Ao seu Lado", de Rachel Gibson, que foi um dos que mais me surpreenderam esse ano (e posso admitir que eu amei esse livro!):


Maddie acha que ela é forte, mas ela é uma mulher como qualquer outra: também se apaixona! Mick é o cara "hot" (*juro que tentei achar um termo melhor em português para essa palavra, mas a única que me veio na cabeça não iria se encaixar bem*), aquele que todas se apaixonam, aquele que todas acham que nunca vai se apaixonar. Mas então Maddie aparece em sua vida e várias coisas podem mudar.  E seu passado pode retornar - a parte que ele tentou esconder por cerca de 29 anos.


Resumindo: Maddie é uma mulher forte e bonita, que escreve sobre assassinatos e grandes crimes. Ela não tem medo de bandidos e tem grandes amigas.

Maddie ficou órfã aos 5 anos de idade, porque sua mãe foi assassinada brutalmente pela esposa traída, que temia que seu marido a abandonasse pela amante. Então teve que morar com tia-avó que gostava mais de gatos do que da pequena criança que tinha que cuidar.

Maddie descobre os diários de sua mãe após a morte da tia-avó e tem a idéia de escrever o livro. Decide voltar para a cidade onde tudo aconteceu e conhece um belo e sexy rapaz. Rola um clima entre eles e ambos sentem-se realmente atraídos. Só que Maddie não contava com o fator paixão - ela acaba se sentido atraída demais pela filho da mulher que matou sua mãe, Mick Hennessey.

Já tinha visto resenha desse livro em http://livronochadascinco.blogspot.com/ e, se eu não me engano, a própria Meg Cabot já tinha falado dessa autora em seu site/blog.

Eu realmente amei esse livro, só achei que encontrar erros ortográficos em um livro foi um pouco decepcionante.

Mas a história é realmente boa e merece propaganda.

See you

Gabii N. M. :)

Sempre Ao seu Lado

♥ Finalmente um novo post...

Finalmente um novo post, após algum tempo sem nada...

Trabalho, idas ao Ciretran, exames para poder fazer CFC e início de CFC deixaram meus dias mais agitados.... e conseqüentemente, meio sem tempo....

Li alguns livros, vi alguns filmes, ouvi novas músicas e comecei a assistir Gossip Girl (inclusive comprei o box da primeira temporada completa) e tive uma breve pausa na minha série favorita de todos os tempos (Glee) por causa da FOX americana, mas agora já estou mais feliz - ela voltou a ser exibida !!!
Por isso, decidi falar um pouco dessas séries ( e, quem sabe de outras que gosto também!)...

Começarei, então, por Glee...

Photobucket

Glee é a série mais viciante de todos os tempos! Não digo isso porque eu tenho um crush pelo Kevin McHale desde que ele era do NLT (e veio pro Brasil) e agora ele está fazendo Glee, no papel de um cadeirante - e está interpretando muito bem! Mas digo porque Glee é a série que me fez ficar viciada por músicas antigas como Dancing with myself (Billy Idol - cantada pelo Artie em 1x09) e Sweet Caroline (Neil Diamond- cantada por Puck em 1x08), me fez conhecer músicas ótimas de musicais que não conhecia, como Defying Gravity ("Wicked" - cantada pela Rachel e pelo Kurt *posso dizer que eu queria ter a afinação do Chris?*), entre várias outras coisas. Glee é uma série que, só pelos posteres lançados antes de sua pré-estréia americana, em maio, já chamava a atenção. Em maio, me tornei viciada pela série após assistir o episódio "Pilot".

Os atores são excelentes, grande parte já fazia musicais ou era da área da música. E música é a melhor coisa que existe!

Além da música, a melhor parte de Glee, é que, como diz a frase-propaganda que a FOX BR criou: "Os losers ganham a voz".... Há "losers" *ainda que eu não os considere assim!* de todo tipo... A asiática estranha (Tina) *ainda que eu a ache fofa, principalmente quando está com o Artie....*, o cadeirante (Artie) *engraçado e fofo*, a gordinha negra (Mercedes) *que tem "A" voz entre as garotas*, o gay (Kurt) *ele é a coisa mais fofa e tem a melhor afinação que eu já ouvi*, a judia que é filha de pais gays (Rachel), o judeu bad boy (Puck) *que no fundo, pra mim, é um dos caras mais fofos da série e lindos também - posso dizer?*, o capitão do time (Finn) *que é um tanto confuso com o que quer da vida, tanto quanto o professor Will*, a líder das líderes de torcida (Quinn) *linda, jovem e... grávida! e com toda aquela história de Finn ser pai da criança (será? assista e verá!) e tudo mais*, mais líderes de torcida - a latina e a que não é tão esperta assim (Santana e Brittany, respectivamente), um asiático e um negro do time *confesso que esqueci os nomes dos dois personagens! :x - mas acho que os dois ainda vão ter maior destaque, como a Santana e a Brittany, porque eles têm potencial...*,...
Algumas músicas que já foram cantadas em Glee: Somebody to Love (Queen), Take a bow (Rihanna), Keel Holding On (Avril Lavigne), It's my life (Bon Jovi), No Air (Jordin Sparks e Chris Brown), Halo (Beyoncé), Mercy (Duffy) e várias outras...
Destaque para o Kurt dançando Single Ladies da Beyoncé :
http://www.youtube.com/watch?v=C2FMdOLyRcA
Enfim, assistam Glee! A melhor série de todos os tempos...

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Gossip Girl
Photobucket

"Sua fonte sobre a vida escandalosa da elite de Manhattan"... Gossip Girl é uma das séries mais viciantes de todos os tempos. Eu achei que nunca ia me viciar nessa série, por se tratar da vida de jovens riquinhos e seus "grandes" problemas, mas descobri que os personagens, no fundo, são bem humanos *na maioria das vezes, a Blair e a Serena não são tão humanas assim.... mas quem importa?*... O Chuck, quem diria?, é um cara apaixonado. O Nate é fofo e realmente se preocupa com sua família e seu futuro. O Dan é o cara mais fofo ever *me apaixonei por ele*. A pequena Jenny é fofa e chega ao ponto de deixar que a humilhem, só para ser da turma da Blair, mas depois muda de idéia. A Lilly e o Rufus são o casal pelo qual eu mais torço. O Eric é fofo - e, apesar de ser gay (ou ter dito que era em um episódio da primeira temporada), eu ainda torço para que ele e a pequena J formem um casal.
Ainda estou na segunda temporada. Sei que a Hilary Duff faz a terceira temporada e cenas polêmicas já vieram na terceira temporada - bem, não vieram explicitamente, mas surgiram. Mas, mesmo assim, eu adoro a série...

Há também outras séries que eu acompanho sempre que posso, como Sunny entre Estrelas , Hannah Montana , Feiticeiros de Waverly Place , JonasQuando toca o sino - EUA ,... Talvez até eu fosse doida por outras séries, se eu tivesse TV paga... Então, se quiserem me indicar novas séries, feel free...

See you
Gabii N.M. :)

♥ Moda inspirada na Katy Perry...


Esse set foi criado por mim no site Polyvore.Com (não conhece esse site? Aqui fala um pouquinho desse site).

O Polyvore é um site criado para todos que, como eu, são completamente apaixonados por moda.

Esse set que criei foi inspirado na Katy Perry, na música Hot'n'Cold, no estilo Pin-Up e no site  pinupgirlclothing.com (que tem vestidos lindos)...

Hoje o post foi meio rapidinho, mas prometo que o próximo vai ser melhor!

Gabii N.M. :)

♥ I ♥ Wayfarer

love wayfarer [me]
Ray-Ban Wayfarer é uma concepção de óculos fabricados por Ray-Ban desde 1952. Wayfarers desfrutaram precoce popularidade na década de 1950 e 1960, especialmente depois de terem sido usados por Audrey Hepburn, em 1961 no filme Breakfast at Tiffany's.

Wayfarers são por vezes citados como o melhor modelo de venda de óculos de sol na história (embora Ray-Ban Aviators também foram creditados com esta realização) e tem sido chamado um clássico do design moderno e um dos mais duradouros ícones da moda do século 20. [fonte: Wikipedia]

Depois da parte informativa, vou colocar algumas fotos de artistas e seus Wayfarers...

love wayfarer
love wayfarer

Demi Lovato e Hilary Duff com modelos Wayfarers de lentes (meu sonho *.*)

love wayfarer love wayfarer

Taylor Swift e Hey Monday (ok... pra ser mais exata, Cassadee Pope e Elliot James) com modelos Wayfarers (eu quero um roxo tipo o da Tay *.*)

love wayfarer love wayfarer

Cobra Starship e Shaun Diviney (vocalista do trio australiano Short Stack) com modelos Wayfarers

love wayfarer love wayfarer

Daniel Kai (do Hill Valley High) e Joe Jonas (dos Jonas Brothers) com modelos Wayfarers Brancos (como o meu - vide a foto postada ao lado do texto sobre Wayfarers)

love wayfarer love wayfarer


David Henrie e Justin Timberlake com modelos Wayfarer (ok, o do Justin é baseado em Wayfarer... mas eu ainda queria ter um *.*)

love wayfarer love wayfarer

Forever the Sickest Kids (pra ser mais exata, Caleb, Jonathan e Kent) e Robert Pattinson com modelos Wayfarer

love wayfarer
love wayfarer

John Mayer e Steve Rushton com modelos Wayfarer (amei o modelinho para assistir filmes 3D que o Steve está usando *.* quero um, comofaz?)

love wayfarer
love wayfarer


McFly (menos o Harry,  que está com um modelo 'aviador') e Taylor Lautner com modelos Wayfarer

love wayfarer love wayfarer

MetroStation (Mason e Blake estão usando, mas já vi fotos do Trace usando um modelo Wayfarer e estou quase certa de que já vi o Ant usando também) e Teddy Geiger com modelos Wayfarer

love wayfarer love wayfarer

Seb Lefebvre (do Simple Plan) e William Beckett (do The Academy Is...) com modelos Wayfarer (Seb com um modelo beeeem diferente e William Beckett com um modelo de lente *.*)

love wayfarer love wayfarer

Tony Oller (ótimo cantor, ótimo ator *.*) e Zac Efron desfilando seus modelos Wayfarer

That's It...

Longa vida ao modelo Wayfarer que a cada dia está mais moderno e mais "in" nos jovens e adultos de hoje...

Gabii N. M. :)

♥ livros....

Meg Cabot's books

Eu sou uma pessoa completamente apaixonada por livros. Desde pequena.

Quando era menor, eu era uma daquelas pessoas que tinha na biblioteca da escola uma espécie de paraíso. Poderia passar horas lá. Ia toda semana pegar um livro novo.

A série de livros que eu mais gostava era "Salve-se quem puder" (ainda existe isso?)... Eram os melhores livros que tinha lido...
Acompanhei por um bom tempo, como todas as meninas de 4ª e 5ª série da escola, os livros da série "Cris"... Só que com o tempo eles foram ficando tão melosos que enjoei. Os caras faziam o tipo perfeito, que nunca erra e nunca tem defeito. E o mesmo posso dizer da personagem principal. Quer dizer, mesmo quando erravam ainda eram perfeitos. É impossível ser assim. Até uma menina de 11 anos sabe disso. Então desisti de ler essa série.

Quando tinha 11 anos, fui presenteada com o livro "O Diário da Princesa", da Meg Cabot.Então comecei a ler e me apaixonei pela história e pela forma que a Meg escreve... Sinto até que a Mia, o Michael, a Tina, a Lilly e cia. fizeram parte da minha adolescência... Digamos, de forma mais filosófica, da minha passagem de Menina à Mulher. Então esse último livro foi lido com quase um aperto no peito de pensar que era o fim. Dois fins em um ano só são bastante pra mim (série do Diário da Princesa e série de Crepúsculo).

Já li livros de auto-ajuda quando era muiiiiiiiiiiiito mais nova (Amizade na Adolescência quando estava na 5ª série; Eu e meus amigos [da série Capricho] quando estava na 4ª série; De menina à mulher [acho que era o 3!] quando estava na 5ª série; Coisas que toda garota deve saber quando estava na 4ª ou 5ª série).... Mas esse tipo de livro não é interessante pra mim. Respeito quem gosta, mas pra mim é muito chato - pelo menos agora.
Já li muitos livros porque tive que ler (a escola obrigava, sabe como é...)... Mas se não tivesse que ter lido, não saberia o quão legal eram essas histórias...

Alguns exemplos:
Aventuras na Amazônia - Dave Gustaveson
Histórias pra aquecer o coração - Vários autores (histórias de motivação, perseverança... sempre tem uma lição... lindo demais *.*)
5 minutos e A Viuvinha - José de Alencar
Isso ninguém me tira - Ana Maria Machado
Segredos de seis corações - Sônia Barros
Carrego no peito - Fernando Vaz
Redações Perigosas - Telma Guimarães Castro Andrade
A outra face - Deborah Ellis
Quem sequestrou Marta Jane? - Bilau - Isabel Vieira

Já li muitos livros de diferentes gêneros... E gosto disso... Para pegar um livro pra ler, algo nele tem que cativar minha atenção. Inclusive, não consigo me lembrar de um livro que escolhi pra ler por conta própria (seja na hora, na livraria ou por indicação de sites, revistas, internet, amigas ou parentes) que eu não tenha gostado muito.

Agora estou lendo "Sempre ao seu lado", da Rachel Gibson. Me parece bem interessante - o único defeito até agora são os erros ortográficos, que eu espero que a Editora Jardim dos Livros os corrijam para a próxima edição, pois o livro é ótimo.

Enfim, estou pensando em no próximo post falar sobre algum livro ou filme... o que acham?

Gabii :)
[editando]
uhuuuu... Taylor Swift rocks! Melhor videoclipe por "You Belong With Me" no VMA... é a melhor música da Tay e um dos melhores videoclipes também. O Lucas Till é um dos (senão "O") caras mais lindos do mundo. haha... e é muito fofo também. E a Tay... bom, é a Tay. Ótima cantora, menina de estilo e atitude, ótima compositora e tudo mais..."Ih, fora!" pro Kanye West que quis estragar o momento "Diva" da Tay... pelo menos a Beyoncé a chamou pro palco depois (Beyoncé subiu no meu conceito...)..."
And you've got a smile
That could light up this whole town
I haven't seen it in awhile
Since she brought you down
You say you're fine
I know you better than that
Hey what are you doing with a girl like that"
[/editando]

♥ 'I'll spread my wings and I'll learn how to fly...'


Meu maior sonho, desde pequena, é viajar pelo mundo... Seja a passeio, seja para um intercâmbio, ou para estudar em uma Universidade (seja graduação, seja pós-graduação) [meu maior sonho!]... Não importa como...
Só sentir a sensação de pisar em solo estrangeiro, ouvir uma língua diferente, mesmo que seja o inglês (
que nem é tão diferente assim...), 24 horas por dia...
Eu amo o país no qual nasci e vivo... e, infelizmente, nunca saí do meu país...
Mas sinto que uma certa magia envolve alguns países e sonho em conhecê-los... Canadá, Inglaterra, Argentina, Itália, Portugal, até mesmo os Estados Unidos, entre outros...
Lembro-me que, na época que a música Breakaway estourou, comecei a ler a tradução e sonhar com o dia que eu ia conhecer outro país... Eu até mesmo me colocava no lugar do eu-lírico da música (
apesar de não ter crescido em uma cidade pequena... mas enfim)... Caso não se lembrem dessa bela música cantada pela Kelly Clarkson (não sou fã dela, mas ela canta muito!) e que foi composta por Avril Lavigne (não sou fã, mas adoro ela), Matthew Gerrard e Bridget Benante, podem conferir a letra aqui : http://vagalume.uol.com.br/kelly-clarkson/breakaway.html ...
O dia que eu for viajar para o exterior, sei que estarei realizando um grande sonho... mas por enquanto, me contento em ver as fotos e sonhar. Porque, graças a Deus, sonhar não custa nada :)


se alguém se interessar...

obs.:




Momento Curiosidade

Matthew Gerrard, que ajudou a compor "Breakaway", é um compositor e produtor que tem vários sucessos ao longo de sua carreira... Ele escreveu hits como "Why Not" (Hilary Duff), "She's no you" (Jesse McCartney), "A little too not over you" (David Archuleta),... Escreveu também "Zero Gravity" (David Archuleta), "The party's just begun", "Step Up", "One World", "Dance Me If You Can" (Cheetah Girls), "Best of Both Worlds", "Nobody's Perfect" (Hannah Montana), "We're All in This Together," "What Time Is It?", "Now or Never", "I Want It All", "A Night to Remember", "The Boys Are Back" , "High School Musical" (High School Musical), "Push It to the Limit", "Celebrate You", "We Come To Party", "Never Met A Girl Like You", "If She Says Yeah" (Corbin Bleu), além de ter escrito músicas para o filme Spectacular... posso falar sobre esse filme em outro post porque é simplesmente perfeito!

Gabii :)

♥ Coisas de Pré-Adolescência...


Lembro bem que, quando tinha cerca de 11, 12 anos de idade, meus artistas preferidos eram: Br'oZ, CPM22, Pedro & Thiago e Sandy & Jr .
O CPM22 continua sendo uma das melhores bandas nacionais que existe... Incríveis. Vício que não se apaga. Já fui a vários shows deles e pretendo ir a muitos mais.
A Sandy & Jr.... Bem, cresci um pouco e deixei de ser fã deles como fui desde a minha infância. Mas nada contra. Ainda gosto de ouvir algumas músicas que fizeram parte da minha infância e da minha pré-adolescência para me relembrar...
A entrada do Pedro na Fazenda (programa da Record em reta final), me fez relembrar o quanto eu amava Pedro & Thiago e Br'oZ. E eu tinha me esquecido o quanto amei essa dupla e essa banda. O Br'oZ acabou. Cada um está vivendo sua própria vida e fazendo o que sabe melhor. Lembro que, neste ano mesmo, perdi meu tempo vendo o programa da Sônia Abrão só para ver o casamento do Mateus com a Patrícia (ex-Rouge) e ver como estavam o Filipe, Jean, André e Oscar. E não me arrependi de ter perdido quase uma tarde toda, pois me fez lembrar de tudo o que vivi na minha 6ª, 7ª série, do programa que acompanhei desde o início, do show que fui na Praia Grande, de tudo...
Agora, com o Pedro até ontem na Fazenda (a saída dele, pra mim, foi mal explicada e injusta, mas enfim), me lembrei do quando amava o jeito deles (Pedro & Thiago), do quanto amava as músicas deles ('vou parar o mundo pra você, todas as estrelas te trazer, um toque de mágica, baby. vou rodar o mundo pra encontrar o sonho mais lindo pra te dar, um toque de mágica, baby') e tudo mais. Me fez até colocar músicas deles no meu MP3, só para ouví-los sempre.

é isso aí :)

♥ 'it's funny when you find yourself looking from the outside'

Ontem, "passeando" pela internet, descobri que pessoas que eu conhecia que criticavam parte do meu gosto (artistas e filmes Disney, entre outros) agora estão gostando justamente da mesma coisas que criticavam quando apenas eu gostava.
"It's funny when you find yourself looking from the outside", frase de "When there was me and you", foi exatamente a frase que veio na minha cabeça. Essas mesmas pessoas criticavam minha atitude de gostar dessas coisas e até me chamavam de criança porque com 17 anos era (e ainda sou!) super fã dos Jonas Brothers, Camp Rock, Demi Lovato... da Disney de modo geral! Nunca tive vergonha de mostrar pra todo mundo que sou uma Disneymaniac sim, e se isso for ser c
riança, pra mim tudo bem. Porque eu sei que sou mais responsável que muita gente (inclusive do que quem me critica!) e não acho que um gosto vai me tornar mais madura/crescida ou não.
Hoje em
dia, com 18 anos, essas pessoas que me criticaram estão provando do próprio veneno, se assim posso dizer. Gostam justamente do que me criticaram tanto e hoje até se julgam as maiores fãs. Caham. Sei.... Há um ano atrás era criança quem gostava, mas enfim.
As pessoas mudam, sei disso. Isso é até bom. O que você critica hoje pode ser o que você vai amar amanhã, então, não é a escolha mais sábia criticar quem gosta disso. Se não gosta, apenas fique na sua e será mais feliz.
As "modinhas" e a "mídia" são coisas boas e ruins, pois elas promovem o artista e várias pessoas que os criticavam sem conhecê-los podem tornar-se fãs.
Fiquei pensando se isso ocorrerá algum dia com Tony Oller, Steve Rushton, David Archuleta e muitos outros artistas bons que amo...


Gabii

#diadefilme : 17 Outra Vez

Ontem, finalmente consegui ir assistir ao novo filme (já nem tão novo assim!) do Zac Efron...Logo que o Zac Efron tinha começado a gravar o filme, tudo o que sabia era um pouco da história e que o Zac Efron fazia o filme com o Matthew Perry (de Friends)...Desde que o filme "17 outra vez" estreou no Brasil, eu estava louca para assistir, mas ainda não tinha surgido a oportunidade... Eis que surgiu a oportunidade! Ontem, fui no shopping com a minha e de manhã...
Para não perdermos "a viagem",
fomos ao cinema!

Sobre o filme:
O filme é sensível e conta a história de um pai (Matthew Perry) que passou a vida inteira reclamando do que poderia ter sido, mas não foi (por algumas razões) *caso típico em nossas vidas hoje em dia!*... Por causa disso, não notava o que acontecia a sua volta, com os seus filhos ou até mesmo com sua mulher... Ele era um cara infeliz, que por causa disso, acabava tornando toda sua família infeliz também! Seus filhos acabaram crescendo sem uma figura definida de pai (uma vez que ele nunca tinha tempo para seus próprios filhos) e, por causa disso, poderiam cometer os mesmos erros de seu passado ou coisas até piores...Então, eis que surge o Zac Efron! Haha... Eis que surge o Mike O'Donnell mais novo e começa a busca pela missão que ele tem que cumprir (já que ele voltou aos 17 de novo!) e "conhece" o Alex O'Donnell (Sterling Knight), que não é nada do que o pai pensou que ele fosse: é tímido, considerado um loser pelo capitão time de basquete e muito zoado... Mike faz outra descoberta: sua filha (Michelle Trachtenberg) é a namorada desse rapaz (Hunter Parrish) que apronta com seu filho...
E por aí desenvolve a hi
stória...
É um filme muito bom para se pensar nos valores, nas suas escolhas, e em não culpar os outros pelas suas escolhas - você é o único responsável p
or elas! Trata-se em perceber não só o que você precisa, mas o que os outros que você ama precisam também!
Filme excelente com um elenco excelente! E, apesar de amar HSM, acho este o melhor filme do Zac até agora - melhor
até mesmo do que o filme "Uma Viagem Inesperada" #ficaadica Ah! Sim... e vale super a pena também pelo Zac Efron, que cada ano que passa consegue ficar mais lindo ( e pensar que, até o HSM2 e Hairspray surgirem, eu não o achava bonito!) e mais talentoso também, diga-se de passagem... Hunter Parrish, que eu ainda me lembro quando fez um dos skatistas que perseguiam as 4 amigas inseparáveis de "Dormindo Fora de Casa" (Slepover - #ficaadica) mostra que além de ficar mais lindo com os anos, também fica cada vez mais talentoso - faz papéis de todos os gêneros e fica muito bom sempre... Michelle Trachtenberg, excelente atriz, que já fez dois filmes que eu adoro (Sonhos no Gelo e A Pequena Espiã) faz o papel da filha do Mike no 17 outra vez... E Sterling Knight prova que é, além de lindo, um excelente ator, fazendo o papel no filme de um garoto lindo, mas com um pouco de baixa estima, falta de confiança e até um certo conformismo - em Sonny with a Chance, ele é Chad, um garoto lindo (que sabe disso!), que se julga superior por fazer uma série dramática e vive uma relação de amor e ódio com Sonny (Demi Lovato)...
Enfim... Esse é o meu primeiro post de volta aos blogs mais de 4 anos depois do último que tive... Espero que eu o mantenha!


Gabii
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

up